sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

ODONTOLOGIA NA GRAVIDEZ – Atividades Preventivas e Orientação sobre a Dieta


A gravidez é uma fase ideal para estabelecimento de bons hábitos, pois a gestante mostra-se psicologicamente receptiva em adquirir novos conhecimentos e a mudar padrões que provavelmente terão influencias no desenvolvimento da saúde do bebê.

Durante o período gestacional, os pais devem ser conscientizados quanto aos hábitos corretos de higiene bucal, visando o controle da cárie e a doença periodontal, com visitas periódicas ao dentista.

A partir do 4º mês de gestação inicia-se a formação do paladar do bebê. A gestante deve evitar a ingestão de alimentos açucarados que podem alterar o liquido amniótico e influenciar a preferência do futuro bebê. O consumo de açúcar na sua forma natural, encontrado nos vegetais e frutas, fornecem as vitaminas, minerais e calorias necessárias para a gestante e o bebê. Os açúcares extracelulares refinados ou não, como o açúcar branco, promovem grande absorção de calorias com aumento de insulina no sangue, não existindo qualquer beneficio nutricional. Há idéias populares de que as gestantes “precisam comer por dois”. Isto é um erro. O desenvolvimento do bebê exige um discreto aumento nutritivo, em torno de 300 calorias/dia, muito mais importante sob o aspecto qualitativo do que quantitativo.

A deficiência de proteínas, principalmente na vida intra-uterina, será responsável por alterações na saúde do futuro bebê como:
- diminuição do fluxo salivar;
- menor ação tampão da saliva;
- menor capacidade remineralizadora do esmalte;
- menor atividade antibacteriana da saliva;
- formação de dentes menores;
- erupção retardada dos dentes;
- aumento da susceptibilidade à cárie.

A deficiência de oligoelementos como ferro, cobre e molibdênio influenciam nas dimensões dentárias, morfologia e profundidade das fissuras oclusais dos dentes. A desnutrição durante a gestação pode levar ao retardo no nascimento dos dentes decíduos e erupção precoce dos permanentes. O álcool pode causar atraso no desenvolvimento das estruturas orais do feto. O fumo pode levar ao desenvolvimento de uma criança com baixo peso, com asma e outros problemas respiratórios.