quinta-feira, 1 de maio de 2014

Diminua a quantidade de açúcar


Sempre ouvimos os dentistas condenando o consumo de doces! Fazendo do açúcar um grande vilão ao sorriso saudável!


Como já dizia minha mãe: “Tudo o que é em excesso faz mal à saúde”. E exagerar no açúcar traz males à saúde como a obesidade e diabetes. Em artigo publicado na revista Nature, o consumo de açúcar deve ser tão controlado quanto o consumo de álcool e tabaco para a saúde pública. Os dados do relatório revelam que o consumo mundial de açúcar triplicou nos últimos 50 anos e que esse quadro é um dos grandes responsáveis pelo aumento do número de obesos. Mas, segundo os pesquisadores, a obesidade pode ser um marcador para os danos provocados pelos efeitos tóxicos do açúcar, o que ajudaria a explicar o porquê de 40% das pessoas com síndrome metabólica, que pode levar ao diabetes, a doenças cardíacas e ao câncer, não serem clinicamente obesas.


A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda que apenas 5% do total de calorias ingeridas ao dia venha do açúcar, essa taxa equivale a 25 gramas de açúcar (seis colheres de chá). Essa quantidade é metade do que o órgão sugeria há dez anos, quando foi publicada sua última diretriz sobre o tema. A redução tem como objetivo intensificar a luta contra obesidade e doenças dentárias. A recomendação abrange todos os tipos de açúcar (sacarose, glicose e frutose) vindos de alimentos como o açúcar de mesa, mel, sucos e polpa de frutas ou adicionados a produtos industrializados. Para seguir o novo número, os ocidentais deverão, em média, reduzir a um sexto a ingestão diária de açúcar – que, hoje, é de 150 gramas por dia, em média.


Um estudo publicado recentemente na revista Neurology relaciona níveis altos de glicose sanguínea com a redução da memória. O estudo contou com a participação de 141 indivíduos; os níveis de glicemia sanguínea e hemoglobina glicada (média dos valores de glicemia de aproximadamente três meses) foram avaliados, assim como a capacidade de memória. Os indivíduos que apresentaram menores valores de glicemia e de hemoglobina glicada, mostraram melhores scores de habilidade de aprendizado e memória.

Em Odontologia o consumo de açúcar é tão condenado pois está relacionado com a doença cárie. O que é preciso ser esclarecido é que a cárie é uma doença infecto-contagiosa, causada por bactérias (Streptococcus Mutans) que se aproveitam do açúcar que se encontra disponível na cavidade bucal. Esta bactéria, assim como o açúcar, deve ser removida com uma adequada escovação.

A Diabetes também pode trazer consequências para a saúde bucal. Quem é diabético lida constantemente com a baixa imunidade, as infecções progridem mais rápido e provocam um estrago ainda maior. Se a higiene oral não for mais cuidadosa do que a de praxe, tende a surgir um acúmulo da placa bacteriana, o popular tártaro, que vai originar a gengivite que, se não for tratada, esse quadro costuma evoluir para a periodontite. Isso também está relacionado com a diminuição da quantidade e qualidade da saliva em diabéticos.

Você não está proibido de consumir doces, mas lembre-se de escovar bem os dentes e da quantidade de açúcar recomendado pela OMS! Para não prejudicar a saúde geral e bucal!

Beijos doces!

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Cisto de Erupção

Semana passada atendi uma criança no consultório que tinha um cisto de erupção, e isso deixa os pais bastante preocupados, até porque a aparência do cisto não é muito bonita!
  
Pode ser chamado também de Hematoma de Erupção. 
Este cisto é um processo fisiológico normal, não há uma etiologia específica para seu desenvolvimento, podendo estar associado a um dente decíduo ou permanente. 
É uma lesão extra-óssea localizada entre o epitélio reduzido do órgão de esmalte e a coroa do dente, causada pelo acúmulo de exsudato, com freqüência hemorrágica, o que confere à gengiva a cor azulada (esta é a razão pela qual este cisto recebe o nome de "hematoma de erupção") e apresenta esta área de tumefação na gengiva. Este processo pode retardar o irrompimento dentário.

Normalmente o cisto se rompe, devido ao traumatismo mastigatório; o dente erupciona e a lesão desaparece. Com a erupção do dente, ocorre o esvaziamento desse fluido e o sintoma e a característica clínica de tumefação desaparecem. Quando isto não acontece, o aumento do volume gengival pode provocar dor, sendo necessária a ulotomia (procedimento cirúrgico). 
É aconselhável o acompanhamento do odontopediatra durante este período. 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Clareamento dental somente com orientação do Cirurgião-Dentista!


Os agentes clareadores dentais são produtos bastante utilizados atualmente, porém podem trazer riscos que não são muito bem conhecidos pelos usuários. 
Hoje em dia é possível encontrar nas prateleiras das farmácias vários produtos que prometem clarear os dentes, desde pastas de dente a géis clareadores. 
A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) pretende colocar em discussão que determinados clareadores que contenham peróxido de hidrogênio e de carbamida em concentrações superiores a 3% sejam vendidos apenas com prescrição odontológica, para evitar este uso indiscriminado, sem supervisão do dentista, que pode prejudicar a saúde bucal. 
Estabelecendo como obrigatória a expressão "Venda Sob Prescrição Odontológica" nos rótulos dos produtos. 
Os riscos de uso sem acompanhamento profissional podem ser sensibilidade dentária, alteração da superfície do esmalte, dano periodontal e pulpar, entre outros. 



Temos o exemplo destas fitas clareadoras da Oral B, que na própria embalagem diz "Mesmo ingrediente utilizado por dentistas" e "Não causa dano ao esmalte". Este produto traz peróxido de hidrogênio em sua composição e pode sim causar danos aos dentes e gengivas.

Aqui há um relato de quem utilizou, no Blog OdontoDivas.
E para saber mais sobre a proposta da Anvisa.



sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Batom no dente é deselegante!

Dizem que o sorriso é nosso cartão de visitas, e um belo batom nos lábios só pode ser a moldura para um belo sorriso. Mas é tão feio e deselegante quando fica aquele batom nos dentes!!!
Acho lindo batom vermelho! É uma cor sensual e que chama mais atenção. Desde os anos 80 até os dias atuais essa cor se mantém usual, porém por ser de um tom escuro tem a tendência de ficar borrando os dentes.
Dicas: Um batom de tonalidade escura deve ser de boa qualidade e com consistência mais firme, pois assim tende a ter mais duração e também menos probabilidade de estar borrando nos dentes, utilize de um papel para remover os excessos bastando apenas colocar entre os lábios e pressioná-lo de leve, ou com o dedo indicador entre os lábios puxá-lo para fora removendo o que fica na parte interior dos lábios.

E tem gente que anda usando o batom de outras maneiras!!! hehe

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Palitar os dentes?! Nem pensar!!!


O palito não é indicado para limpar os dentes. A anatomia da região interproximal é triangular e ao colocar o palito redondinho ali, com o tempo, vai desgastando o dente. Este hábito pode machucar as gengivas, e é muito deselegante. Use fio dental. Ah, e realmente USE o fio dental!!!

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Adultos com dentes de leite em boca


Uma paciente chegou ao posto de saúde relatando dor de dente, ao examiná-la fiquei surpresa e lhe disse: “esse dente que está doendo é um dente de leite!”, ela não acreditou.



Essa paciente tem 31 anos e ainda apresentava o dente 63. Contou-me que seu último dente de leite a cair foi aos 16 anos (o dente 13). Ao exame clínico, o dente 63 apresentava leve mobilidade, sensível ao toque e cárie. Com a radiografia foi verificado a presença do dente 23 retido.

Não é incomum pacientes adultos apresentarem dentes de leite em boca. Normalmente o período trocas dentárias ocorre até por volta dos 12 anos de idade.



Quando ocorre a retenção de dentes de leite, por mais tempo que o normal, o motivo mais comum é não ter ocorrido o desenvolvimento do dente permanente e desta forma não ocorre a troca dentária. Sem o dente permanente não há reabsorção da raiz do dente de leite, o dentinho de leite não fica mole e não irá cair! Essa anomalia, denominada de anodontia ou hipodontia, pode ser causada por diversos fatores, sendo a hereditariedade o principal deles.
Se o dente de leite estiver firme, saudável, bem harmonizado com o restante da arcada dentária e o paciente não se incomodar com a aparência “infantil” do dentinho, ele pode permanecer ali por toda a vida. Entretanto, o mais comum é que este dente amoleça, por não suportar as cargas mastigatórias, tornando-se mais frágil, sendo pequeno em relação aos outros dentes permanentes, causando problemas mastigatórios e ortodônticos.
O mais indicado é que o dente de leite que não caiu seja extraído e substituído por um implante, que reabilita permanentemente as funções de fonética, mastigação e estética da boca.

No caso da minha paciente o dente permanente está ali! Ele se formou! E então o que fez este dentinho de leite permanecer por tanto tempo?!



Ao examinar a paciente que me procurou, notei um aumento de volume na gengiva por vestibular, logo acima do canino decíduo. 

Dentes permanentes inclusos podem provocar consequentemente a permanência do decíduo. A alteração no período normal de erupção do dente permanente pode ocorrer por diferentes fatores etiológicos, de origem local, ambiental ou genética.

Esta anormalidade de erupção deve ter ocorrido por uma retenção vestibular do canino permanente, devido à falta de espaço (discrepância negativa), provocando a retenção prolongada do canino decíduo. Minha conduta foi orientá-la que se tratava de um dente de leite e que o permanente estava ali; fiz a exodontia do 63 e a encaminhei ao ortodontista para avaliar a possibilidade de posicionamento do 23 em seu devido lugar com tracionamento ortodôntico. Espero poder acompanhar este caso e publicar aqui os resultados para vocês!


sábado, 1 de fevereiro de 2014

Nosso Aniversário

No mês de fevereiro o Odontoblogger comemora seus 4 anos de existência!!!
Isso mesmo, 4 aninhos!!!! O Blog ainda é uma criancinha feliz, babona, que adora brincar!!!

 VIVAAAA!!!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

O Sorriso da Lorde

Quando surgiu na mídia ela já era super comentada, um novo talento da música, agora então após a entrega do Grammy Awards 2014, ela é alvo de elogios e críticas sobre sua música, aparência, comportamento...













Críticas à parte, a neozelandesa Lorde, que tem apenas 17 anos, ganhou o prêmio de melhor performance pop solo e de melhor canção do ano, ambos com "Royals". Lorde que compõe suas canções, chega a ficar de 10 a 12 horas por dia escrevendo.




Em sua apresentação no Grammy ela foi ousada, com um estilo dark! 














Em uma entrevista realizada com fãs fazendo perguntas, ela responde: “Quando estou no palco, eu não penso em como estou aparecendo, eu apenas me concentro em realmente sentir o que estou ouvindo. Mas eu sei que eu pareço com o Gollum quando estou me apresentando, isso é legal.”



E o que vocês me dizem sobre o sorriso dela?? Hummm... um sorriso meio acanhado... só sei que agora ao ganhar seus Grammys, Lorde está rindo à toa! 




Ao lado da cantora Beyonce qualquer uma fica ofuscada com tanta beleza!!!

















Mas ela já mostrou que cuida da saúde bucal!


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Apinhamento Dentário Anterior - Dentadura Mista


Quando se dá início às trocas dentárias, caem os dentes de leite e nascem os permanentes, ocorrem alterações dimensionais nas arcadas dentárias.

Nesta fase, denominada de dentadura mista (dentes decíduos e permanentes presentes) algumas alterações no posicionamento dos dentes podem se instalar, como, por exemplo, o apinhamento anterior, que sempre causa aos pais certa apreensão, pelo receio de que a criança possa estar desenvolvendo uma má oclusão.

Este apinhamento dentário é multifatorial, muitas vezes é o primeiro sinal clínico de discrepância osseodental ou, então, de desproporção no crescimento. Arcos estreitos predispõem ao apinhamento.

Durante a dentição decídua algumas características podem predizer quanto ao espaço necessário para os dentes permanentes, se será suficiente ou não, como por exemplo os "espaços primatas", que são espaços geralmente vistos entre os incisivos laterais e os caninos superiores e entre os caninos e os primeiros molares no arco inferior. 
Algumas análises são usadas para se predizer o crescimento dos arcos dentários, que tanto pode preceder  como  ocorrer simultaneamente à erupção dental, para, assim, avaliar se o espaço disponível no arco será suficiente para o alinhamento dos dentes.


Apinhamentos  leves  geralmente  resolver-se-ão  com  o  crescimento  e  o desenvolvimento  normal  dos  arcos dentários.

Durante a erupção dos incisivos permanentes,  ocorre  um  crescimento em  lateralidade na  região de  caninos decíduos, solucionando, muitas vezes, alguns tipos de apinhamentos.

Esta fase de trocas dentárias é chamada de "Fase do Patinho Feio"! Os incisivos superiores estão mais vestibularizados, há uma sobremordida e diastemas. Geralmente ocorre por volta dos 8 anos de idade e desaparece aos 12 anos com a erupção dos caninos permanentes. Mas pode ocorrer de os caninos não terem espaço suficiente para nascer e então teremos um problema a ser corrigido com a ortodontia.

As crianças devem ter o acompanhamento do Odontopediatra durante o desenvolvimento dos dentes, para avaliar e diagnosticar corretamente qualquer alteração da normalidade e, assim, propiciar a realização de condutas terapêuticas apropriadas. 


Durante o desenvolvimento das dentições podem ocorrer interferências no desenvolvimento normal , tanto dentário quanto ósseo, modificando o posicionamento dos dentes, instalando-se uma má oclusão, como por exemplo a perda precoce de dentes de leite, hábito de chupar dedo ou chupeta.