sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Cuidados com os Implantes


Comparadas às dentaduras convencionais, as próteses implanto-suportadas oferecem resultados superiores em estética, fonética, função e conforto para os pacientes. Entretanto, o sucesso do tratamento também depende da colaboração do paciente no que diz respeito a higienização.
Implantes mal higienizados podem desenvolver a chamada periimplantite, condição patológica caracterizada pela inflamação do tecido mole ao redor dos implantes, sangramento, supuração e rápida perda óssea.
Essa condição pode resultar na perda dos parafusos. Dentre os casos de insucesso, a maioria é causada por falta de cuidados higiênicos adequados e a consequente formação de placa microbiana entre as raízes artificiais e as gengivas.


A higiene, tanto dos dentes naturais como dos artificiais (implantes dentais), precisa ser feita todos os dias, no mínimo 3 vezes ao dia. Fazer o uso do fio dental pelo menos uma vez ao dia, principalmente a noite, pois é o horário que o fluxo salivar (saliva) diminui, propiciando maior acúmulo de placa bacteriana.
(Métodos auxiliares de higiene)

Evite pastas que contenham flúor! A substância oxida o titânio (material utilizado na confecção dos parafusos dos implantes).


E não esqueça: esclareça as suas dúvidas e peça dicas de escovação ao seu implantodontista!