quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Clareamento Dentário


Dentes brancos, bem alinhados e contornados são indispensáveis ao padrão de beleza estabelecido nos dias de hoje. Mas não podemos esquecer que, para termos dentes perfeitos, precisamos de uma alimentação adequada, além de uma perfeita higiene bucal. As pessoas costumam chegar no consultório odontológico com várias dúvidas sobre o clareamento dentário. As mais freqüentes são quanto ao procedimento a ser utilizado e à duração do mesmo.

 A causa e a intensidade da alteração da cor dos dentes são fatores determinantes para o processo de clareamento a ser usado. Existem, basicamente, dois tipos de alterações: as causadas por fatores externos (manchas superficiais provocadas pelo fumo, café, bebidas e alimentos com corantes, acúmulo de placa bacteriana, etc.) e as provocadas por fatores internos ( má formação dentária, medicamentos, traumatismos, tratamentos de canal, etc.).

Causas externas geralmente são mais fáceis de serem removidas pelo dentista, bastando uma limpeza com pastas abrasivas apropriadas ou mesmo, no caso de manchas de alta concentração, raspagem seguida de polimento da superfície dentária.

Causas internas provocam manchas que se originam de fatores relacionados à saúde do dente, e refletem a vitalidade do mesmo. Nesses casos, são realizados tratamentos específicos com substâncias químicas. Para ambas situações, os resultados são bastante satisfatórios.